Notícias - Ourofino mostra os impactos das doenças respiratórias em suínos

15 jul 2015

Ourofino mostra os impactos das doenças respiratórias em suínos

Segundo dados da Food and Agriculture Organization (FAO), o Brasil é o terceiro país com maior potencial de crescimento na produção de carnes nos próximos anos e o quarto maior produtor de carne suína no mundo, com 3,2%. De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o país gerou, em 2014, mais de 3 milhões de toneladas de carne suína, crescimento de 1,75% em relação a 2013.

Toda essa produção pode ser prejudicada por um risco também crescente: as doenças respiratórias. Como preveni-las é o tema em destaque do Ourofino em Campo desta sexta-feira (17/7), transmitido ao vivo, às 11h30 (horário de Brasília), pelo Canal do Boi, via parabólica. A especialista técnica na produção de suínos, Andrea Panzardi, da Ourofino Saúde Animal, explica os riscos e os impactos dessas doenças para o suinocultor.

“Os desafios respiratórios estão entre as principais causas de perdas econômicas relacionadas à sanidade dos suínos. Eles reduzem a taxa de crescimento, de conversão alimentar e podem levar os animais à morte, aumentam o custo de produção e diminuem a rentabilidade do criador”, explica Andrea.

Entre os agentes infecciosos mais presentes no Brasil estão o circovírus suíno e a influenza suína. Os animais doentes apresentam tosse, dispneia, batedeira, febre alta, entre outros sintomas.

A nova solução da Ourofino Saúde Animal para as doenças respiratórias é o Lactofur. O antimicrobiano pertencente ao grupo das cefalosporinas de 3º geração, à base de ceftiofur de longa ação e alta concentração. O produto de uso injetável é indicado para o tratamento de doenças respiratórias infecciosas bacterianas em suínos causadas por agentes Gram positivos e Gram negativos sensíveis ao ceftiofur primário e secundário. É também o único antimicrobiano do mercado com cinco dias de proteção e carência zero.

Os telespectadores que tiverem dúvidas sobre o tema podem participar do bate-papo com o envio de perguntas pelo  ourofinoemcampo@ourofino.com e pelo 0800 941 2000.
Para saber mais sobre o assunto, confira nosso artigo clicando aqui.

Tags


Deixe o seu comentário