19 jul 2019

Ourofino em Campo traz a trajetória da maior suinocultura independente do Brasil

No início da década de 1980, a cana-de-açúcar deixou de ser cultivada nas terras da região de Ponte Nova, Zona da Mata de Minas Gerais, e a suinocultura passou a ser a principal atividade econômica da população. Com isso, a produção teve uma transformação tecnológica com a inserção de animais geneticamente selecionados. O antigo chiqueiro foi substituído pelas granjas e os produtores investiram em estrutura, sanidade e nutrição dos animais, além da genética. Atualmente, são 250 suinocultores que movimentam a produção de suínos no Vale do Piranga, como é conhecida a região, onde está concentrada a maior suinocultura independente do Brasil com 90 mil matrizes.

A partir de 22 de julho, o Ourofino em Campo, programa de TV da Ourofino Saúde Animal, exibe um especial sobre o trabalho, dedicação e investimentos de alguns dos principais personagens responsáveis pela história da suinocultura de Ponte Nova. “São pessoas que foram fundamentais para pela adoção da tecnologia na atividade. Também contaremos a história de sucessão de muitos suinocultores que herdaram dos pais a paixão pela criação de suínos”, explica Juliana Matthes, apresentadora do programa.

Manejo com Safesui Circovírus

O especial também apresentará a aplicação da recém-lançada vacina recombinante da Ourofino, a Safesui Circovírus, que é a primeira vacina recombinante no mundo produzida a partir do PCV2b e que protege contra os dois principais genótipos de Circovirus que circulam no Brasil – o b e d. Os suinocultores de Ponte Nova já estão usando a vacina nos leitões. “Acompanhamos o manejo na granja Cassimiro e a reportagem mostrará as orientações na hora da vacinação”, complementa Juliana.

O especial vai ao ar até o 26 de julho. O Ourofino em Campo é exibido pelo Canal do Boi, na parabólica, Claro TV e Net.

Tags


Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossa newsletter.


Deixe o seu comentário