Módulo 2: texto 6 - A importância do manejo racional na reprodução

13 jun 2015

Módulo 2: texto 6 - A importância do manejo racional na reprodução

Em qualquer sistema de produção, seja corte ou leite, confinado ou a pasto, é inevitável a relação homem-animal. Muitas vezes esse contato é diário e faz parte da rotina das fazendas. Na exploração leiteira ocorre na hora da ordenha e durante o manejo do gado de leite. Já em rebanhos de corte, o contato tende a ser esporádico, durante campanhas de vacinação, desvermifugações, arraçoamento e nas estações de monta, que hoje são realizadas em grande parte pela inseminação artificial em tempo fixo (IATF).

O gado é adaptável a uma rotina, sendo que o manejo deve ser estabelecido como processo natural e não como fator estressante, pois quando feito desta forma pode afetar a eficiência produtiva e reprodutiva da propriedade.

O manejo racional pode ser definido como o conjunto de técnicas executadas durante toda a vida do animal, em todas suas fases, com o objetivo de obter o máximo de produtividade e qualidade do produto, reduzindo ou eliminando o estresse e respeitando normas internacionais de ética e bem estar animal. Acabou se tornando uma alternativa para os produtores manterem o seu rebanho sob a máxima tranquilidade, a fim de facilitar a interação homem-animal. Sabe-se que animais com qualidade de vida proporcionam maior produtividade dentro do sistema de produção (carne ou leite).

Para a realização desse manejo ideal, os funcionários precisam entender a rotina dos bovinos. Também, é necessário passar por treinamentos que têm por base conhecer o comportamento normal dos mesmos, preservando o bem estar deles e dos funcionários.

A adoção da estação de monta é a maneira mais racional de conduzir o sistema de cria, pois permite avaliação sistêmica do desempenho reprodutivo, oferecendo oportunidades para a tomada de decisões. A aplicabilidade do manejo racional na reprodução é garantida desde as boas instalações (Figura 1), que devem ser adaptadas para facilitar o trabalho e fornecer o bem estar a todos envolvidos no processo (animais e responsáveis pela prática) passando pela correta condução e contenção. Nos sistemas de cria, os programas de IATF têm sido utilizados em grande escala, pois esta reduz o tempo e a mão de obra envolvida no processo. Ainda, como a inseminação artificial convencional gerou muitas falhas de detecção de cio e consequentemente queda de prenhez, a IATF reduziu tais erros otimizando os índices reprodutivos e a produtividade dentro das propriedades.

As vantagens do manejo racional para a produção e reprodução bovina é o aumento da produção como consequência da redução do estresse animal, gerando melhor qualidade do produto (carne ou leite) e a redução dos riscos para animal e funcionários.

Equipe Reprodução Animal - Ourofino

Tags