Cuidados na administração de medicamentos em equinos

20 jun 2016

Cuidados na administração de medicamentos em equinos

Cuidados básicos

Algumas regras devem ser respeitadas para utilização de medicamentos em equinos. Cuidados com o ambiente, equipamentos, produtos, animais e funcionários são fundamentais para que a tarefa seja executada corretamente, proporcionando resultados positivos.

1. Cuidados com o ambiente

• Procure sempre um local plano, calmo e silencioso para realizar a tarefa. Seu animal vai se sentir mais seguro se as condições de trabalho estiverem adequadas.

2. Cuidados com os medicamentos e suplementos

• Verifique se os medicamentos que serão usados estão guardados em local limpo, seco, arejado e ao abrigo da luz e calor.
• Observe a data de validade do medicamento.
• Leia atentamente a bula para confirmar a indicação, dose e a via de administração recomendada do produto.
• Separe em uma bandeja todo o material necessário para a tarefa. É mais prático trabalhar de forma organizada.
• Descarte as embalagens vazias e o material utilizado em lixo apropriado e determinado pelo local de trabalho.

3. Cuidados com o animal

• Evite acidentes. Contenha o animal adequadamente com cabresto de forma segura ou em tronco apropriado.
• Pese o animal para calcular a quantidade de medicamento que deve ser utilizada. Utilize a balança de precisão ou fita de pesagem própria para equinos.

Utilização de medicamentos e suplementos via oral: na boca do animal

É a administração do medicamento pela boca do animal. Pode ser feita diretamente na boca ou no cocho, misturado na comida. Algumas bisnagas de medicamentos para administração oral já vêm com a quantidade exata para o dia do tratamento marcado na própria seringa; outros vêm com a dose total de tratamento calculada em Kg. Por isso a importância da observação e leitura da bula de todo medicamento a ser administrado em seu animal.

Veja o exemplo do Maxicam Gel, da Ourofino, anti-inflamatório para uso em equinos.

Maxicam Gel

Uma seringa de Maxicam Gel contém 5 dias de tratamento para animais adultos (A) e 10 dias de tratamento para animais jovens (J). A seringa vem com a quantidade exata para o dia do tratamento marcada no êmbolo. O produto deve ser aplicado via oral, sobre a língua e no fundo da boca, que deve estar sem alimento.

Superforte Equinos

Alguns suplementos de administração via oral, como por exemplo, o Superforte Equinos da Ourofino, podem ser administrados diretamente no cocho. Com o auxílio do dosador basta preencher o volume indicado e oferecer o alimento para o animal.

Aplicação de medicamentos injetáveis: injeção intravenosa

Em equinos, a veia jugular (pescoço) é a mais utilizada. Para esta aplicação é importante fazer a limpeza do local que receberá a injeção com algodão e álcool 70%. O garrote deve ser feito com os dedos a 10 cm abaixo do local de aplicação. É importante posicionar a agulha com o bisel (parte cortante) para cima, em um ângulo de 45ºcom a pele e introduzir delicadamente passando a pele, atingindo a veia.

Maxicam 2%

Na imagem acima o Maxicam 2% da Ourofino foi aplicado via intravenosa, no entanto, este medicamento também pode ser utilizado pela via intramuscular.

Aplicação de medicamentos injetáveis: injeção intramuscular

Recomenda-se não aplicar mais de 10 mL via intramuscular em um único local. Quando necessário, deve-se dividir a dose em vários pontos de injeção.  Existem vários locais que podem ser utilizados para aplicação intramuscular. A musculatura do pescoço e glúteo são utilizadas na rotina.

Aplicação Maxicam 2%

Antes e após a aplicação é importante limpar o local da injeção com algodão e álcool 70%. Agulhas e seringas são descartáveis.

É sempre importante lembrar: siga sempre a prescrição do médico veterinário, a aplicação de medicamentos por conta própria pode ser perigoso para seu animal.

Referências Bibliográficas:
http://www.cpap.embrapa.br/publicacoes/online/FOL98.pdf

Raquel Albernaz

Departamento Técnico Ourofino

Tags