Como produzir uma silagem de sucesso

08 fev 2016

Como produzir uma silagem de sucesso

Alimentar os animais nos meses de estiagem sempre foi um desafio para muitos pecuaristas em todo o Brasil. Uma vez que o período seco tem oscilado ano após ano, devido as constantes alterações climáticas e, para não ficar refém de “São Pedro”, o jeito é produzir alimento e armazenar o volumoso mantendo seus valores nutricionais.

Um volumoso constantemente produzido para esta finalidade é o milho, que será ensilado e com isso, utilizado na seca para melhorar o desempenho de seus animais.

No entanto, não basta apenas plantar e ensilar sem tomar os cuidados necessários e achar que terá uma silagem de sucesso. O passo a passo da confecção de uma silagem deve ser criteriosamente utilizado para que seus alimentos mantenham e preservem todos os valores nutricionais.

É necessário colher o milho no ponto ideal, ou seja, com umidade em torno de 31 a 33% de MS; triturar em partículas de 3cm e para que isso aconteça, deve-se avaliar o fio de corte das facas; transportar os alimentos até o silo com segurança; espalhar os alimentos em camadas de 25cm e realizar uma boa compactação para evitar que ocorra a entrada de ar no material ensilado; colocar lonas novas afim de garantir um bom armazenamento e fechamento da silagem.

Mesmo realizando todos estes passos, as perdas sempre ocorrem, sejam visuais ou não. É fácil saber se está bom ou não diante do silo: olhe se existe presença de material fungado (branco ou preto), odores adocicados e quando em contato com as mãos, nota-se a temperatura da  silagem. Já as alterações não visuais são observadas nos cochos, tanques de expansão ou nas balanças de pesagem dos animais, pelo simples fato que as silagens que não tem seus valores nutricionais preservados refletem diretamente na produção animal, pois esquentam nos cochos e impede o consumo do alimento.

É comum perguntar aos pecuaristas quais são as perdas e muitos não saberem ao certo, mas segundo relatos de campo e de literatura, a somatória das perdas podem variar de 10 até 50%. Elevado não?

Mas não se preocupe ou assuste! Existe solução para garantir uma silagem de sucesso, chama-se inoculante de silagem! São bactérias especializadas e selecionadas para se multiplicarem exponencialmente e “contamina” todo o seu silo, conservando-o em 48horas, pois produzem ácido lático, que confere uma rápida queda de pH do material e assim, preserva ao máximo os valores nutricionais do alimento ensilado. Ainda, reduz as perdas de matéria seca e evita o crescimento de bactérias patogênicas, como as clostridioses.

Para sua silagem de milho, recomenda-se o uso de Silobac 5. O inoculante com a marca Ourofino que garante além de todos os benefícios como preservação nutricional e recuperação da MS em 50%, traz como benefícios a abertura pós 7 dias e uma silagem mais fresca no cocho, ou seja, pode retirar hoje que seu alimento dura até 25h e assim, seus animais comem mais e com isso, seus índices produtivos aumentam.

Um pote faz 50 toneladas e, sendo a média nacional, a produção de milho é em torno de 45ton/hc, neste caso um pote/hc. Dilua o produto e pulverize o material a ser ensilado com bomba costal limpa, barra de tratores, bombas pulverizadoras já acopladas no trator ou ainda, utilize regadores. Simples e fácil, não acha! Com Silobac 5, você conseguira obter a verdadeira silagem de sucesso. Use e comprove! 

Thales Vechiato

Especialista Técnico de Saúde Animal

Tags