02 jul 2019

Ourofino inova novamente o mercado de indução de ciclicidade em novilhas e lança protocolo com um único manejo

Resumo da notícia

O Departamento Técnico da Ourofino, em parceria com pesquisador, fez um estudo em novilhas taurinas para avaliar a possibilidade de realizar o protocolo de indução de ciclicidade somente utilizando progesterona injetável (Sincrogest injetável), sem a utilização de estrógeno com para facilitar o manejo.

Rebanho de vacas nelore

A Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) traz inúmeros benefícios para os rebanhos de corte. Entres os principais destacamos a eliminação da necessidade de observação do cio; possibilita a inseminação de matrizes em anestro (que não estão apresentando cio); diminuição do intervalo entre partos; concentração dos nascimentos; otimização da mão de obra; padronização do rebanho e consequente homogeneidade dos lotes de manejo; melhoramento genético do rebanho. Para obter sucesso na IATF é preciso estar atento ao manejo, mão de obra capacitada, nutrição, genética e sanidade dos animais. Todos esses fatores influenciam nos resultados.

Dentro da técnica existem estratégias que podem ser adotadas para diferentes categorias animais dentro da propriedade, por exemplo com as novilhas. Com o incremento das tecnologias reprodutivas, o pecuarista pode induzir a ciclicidade das novilhas para que o animal fique melhor preparado para posteriormente receber o protocolo de IATF.

"Basicamente tínhamos três formas de realizar a indução de ciclicidade em novilhas: 1) Com dispositivo de 4º uso e estrógeno; 2) Com Sincrogest injetável e estrógeno e 3) Com Progestágeno de administração oral e estrógeno. Buscando trazer ainda mais praticidade no manejo, foi desenvolvido em parceria com universidades, o protocolo de indução de ciclicidade utilizando apenas o Sincrogest Injetável. A Ourofino irá revolucionar o mercado de indução de ciclicidade trazendo um protocolo exclusivo e com apenas um único manejo”, explica Bruna Guerreiro – Especialista Técnica em Reprodução Animal da Ourofino Saúde Animal.

“O primeiro passo é realizar um exame ginecológico para diagnóstico do Escore de Trato Reprodutivo (ETR), condição corporal e peso para diagnosticar se essas novilhas estão ciclando naturalmente e aptas a iniciarem a estação reprodutiva. Do contrário o tratamento com progesterona pode induzir a ciclicidade desses animais”, explica o professor da Universidade Federal de Santa Maria no Rio Grande do Sul, Gilson Pessoa.

Inúmeras propriedades de corte no Brasil já têm desafiados animais de raças zebuínas entre 13 e 14 meses de idade e colhido bons resultados. Na região Sul, as raças taurinas são mais predominantes e, apesar de naturalmente terem maior precocidade sexual, a grande maioria chega aos 18 - 24 meses ainda pré-púberes. “Para as que não ciclaram é possível realizar o protocolo de indução de ciclicidade, com o uso de dispositivo intravaginal de progesterona de quarto uso (D0), que permanece por 12 dias e cipionato de estradiol (D12). Outra sugestão é o uso da progesterona injetável via intramuscular. Isso reduz o estresse do animal em ficar com o dispositivo por 12 dias, facilita manejo e aplicação”, confirma Pessoa.

O Departamento Técnico em parceria com o pesquisador fez um estudo em novilhas taurinas para avaliar a possibilidade de realizar o protocolo de indução de ciclicidade somente utilizando progesterona injetável (Sincrogest injetável), sem a utilização de estrógeno para facilitar o manejo.

“Nós fizemos um estudo com a aplicação do Sincrogest Injetável em novilhas taurinas iniciando a estação reprodutiva em torno de 20 dias após a aplicação. Comparamos a associação de Sincrogest Injetável (D0) e cipionato de estradiol (D12) com o protocolo utilizando apenas o Sincrogest Injetável. Ambos os protocolos os foram eficientes para induzir a ciclicidade das novilhas. O protocolo de indução com Sincrogest Injetável facilita muito o manejo das propriedades. Nesses lotes de novilhas taurinas pré-púberes a taxa de prenhez foi superior a 50%”, afirmou.

Saiba mais sobre o Sincrogest Injetável aqui.

Assista ao Ourofino em Campo sobre indução de ciclidade em novilhas aqui.

Tags


Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossa newsletter.


Deixe o seu comentário