20 fev 2019

Ourofino em Campo visita a maior bacia leiteira do Sergipe

O menor Estado brasileiro possui uma das produções mais tecnificadas em pecuária de leite do Nordeste brasileiro. Segundo o último senso do IBGE, Sergipe está com 1.067.121 de cabeças bovinas. São 168.242 vacas ordenhadas gerando quase 340 milhões de litros de leite ao ano. O Alto Sertão é a área que concentra o maior volume dessa produção e onde está localizado o município de Nossa Senhora da Glória, a maior bacia leiteira do Estado e a primeira parada da equipe do Ourofino em Campo. “Temos um público bem fiel do Sergipe que nos acompanha sempre pelo programa de TV. Para nós é uma honra conhecer a realidade do produtor de leite do Estado e como a Ourofino está contribuindo para a rentabilidade do sertão nordestino”, afirma Juliana Matthes, apresentadora do programa.

Com a equipe da Ourofino Saúde Animal na região, Juliana e o produtor audiovisual Régis Agostinho conhecerão fazendas atendidas pela equipe Ourofino juntamente à loja agropecuária Casa do Fazendeiro que conseguem um alto índice de produção leiteira investindo principalmente no controle sanitário do rebanho. “A maior dificuldade que esses produtores enfrentam é com a falta de alimento para o gado, por causa da seca. Mas mesmo diante desse cenário, eles encontraram alternativas para tornar a atividade leiteira rentável”, diz Flávio Monteiro, gerente comercial da Ourofino na região Nordeste.

Em março, as reportagens serão exibidas no Ourofino em Campo, exibido pelo Canal do Boi, de segunda a sexta às 11h30 e 17h05 e aos domingos às 9h30 (horário de Brasília), na parabólica, Claro TV e Net. Acompanhe a rotina da equipe do programa no Estado pelo Instagram @ourofinosaudeanimal

I Encontro Técnico Amigos do Leite

Neste sábado, 23, a Casa do Fazendeiro em parceria com a Ourofino Saúde Animal realizará um evento para os produtores de Sergipe. O encontro é gratuito e acontecerá na fazenda Soares, no município de Santa Rosa do Ermírio, e discutirá temas como gestão e plantio de forrageiras. “A atividade só é lucrativa com tecnologia e conhecimento, por isso é fundamental promovermos encontros como esse em regiões tão promissoras para a atividade pecuária. Todos estão convidados ”, completa Flávio.

Informações

Dia 23 de fevereiro, a partir das 8h

(79) 99987-6381

Tags


Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossa newsletter.


Deixe o seu comentário