29 out 2018

Cascudinho: a praga da avicultura

O Alphitobius diaperinus, conhecido como cascudinho, representa uma das principais pragas da avicultura de corte e de postura (produção de ovos) por se alojar em resíduos de produtos úmidos estocados, armazéns, sobre muretas e pilares, que favorecem a proliferação.

O cascudinho se tornou um problema global. Por isso, é preciso que as granjas mantenham programas efetivos para o controle desta praga.

 Os insetos se alojam nas camas dos aviários e também no solo, em especial, ao redor dos comedouros e bebedouros, pois há um melhor ambiente e maior disponibilidade de alimentos. Além disso, alguns casos podem provocar danos também às instalações.

Segundo Andrea Panzardi, especialista técnica da Ourofino Saúde Animal, esse cenário aumenta a disseminação de doença. “As aves possuem o comportamento de ciscar e comer pequenos insetos em movimento e, em casos de alta infestação ambiental, podem substituir a ingestão de ração por estágios larvais e adultos de cascudinho, levando a uma redução de desempenho e ao aumento de chances de ocorrência de doenças”.

Dentre os agentes patogênicos que esta praga transmite está a Salmonella, bactéria que traz efeitos prejudiciais à saúde das aves e humana, pois propaga doenças por meio de alimentos, como carne ou ovos.

Colosso Pulverização

Para o controle do cascudinho, a Ourofino conta com o Colosso Pulverização, produto com excelente eficiência, composto por três princípios ativos que agem sinergicamente: Cipermetrina, Clorpirifós e Citronelal.

A diluição deve ser em água limpa, para a aplicação de 2,5 litros de produto em um galpão de 1.200 m2 ou realizar o ajuste de dose de acordo com a dimensão do galpão, utilizando 21 mL de Colosso para cada 10 m2 de aviário. Feito isso, pulverize todo o local, incluindo muretas e linha de comedouro. É importante aplicar também na área externa e em composteiras. Em seguida, deixe o local com a cortina fechada por 48 horas após o uso do produto, faça a limpeza do ambiente em vazio sanitário e aloje os pintinhos novamente.

É importante que a aplicação seja feita logo após a retirada das aves do galpão, pois este manejo reduz a temperatura da cama e os insetos migram para aviários vizinhos e para galerias subterrâneas dos galpões. “O controle com o uso do Colosso Pulverização deve ser feito a cada troca de lote para reduzir a pressão de infecção, uma vez que não é possível eliminá-lo totalmente do ambiente”, comenta Andrea.

Tags


Deixe o seu comentário