05 fev 2020

Você conhece o conceito de Saúde Única? One Health - OH

O conceito de Saúde Única (One health – OH) não é recente. Ele surgiu em discussão há muitos anos por grandes filósofos que já defendiam a ideia de que a saúde pública estava ligada a um equilíbrio entre a saúde humana, a saúde animal e a do meio ambiente. Entretanto, o termo Saúde Única foi instituído em 2008 pela iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) e da Organização das Nações Unidas para alimentação e agricultura (FAO) com o objetivo de realizar um trabalho integrado destes três pilares para garantir uma boa saúde pública por meio da prevenção e do controle de patógenos na produção animal.

De alguns anos para cá, o processo de globalização, mudanças climáticas, transformações ambientais, bem como o comportamento humano, fez com que houvesse um aumento da ocorrência de doenças emergentes e reemergentes, tanto em homens quanto em animais, como observada nos últimos 10 a 15 anos.

Segundo a OIE (2016), 60% das doenças infeciosas humanas são zoonoses, sendo 75% dos agentes de doenças infeciosas no homem como sendo de origem animal, sendo que de cinco doenças novas no homem que surgem por ano, três são de origem animal. Portanto, o papel do médico veterinário passa a ser fundamental para que seja mantida e regulada esta tríade de saúde (Figura 1).

Figura 1. Tríade do conceito de Saúde Única (One Health – OH).

Os conceitos de Saúde Única são muito complexos. Dentre eles, está em discussão o tema relacionado à resistência antimicrobiana, no intuito de desenvolver programas de uso criterioso de antimicrobianos e assim garantindo a efetividade dos princípios ativos em longo prazo (Figura 2).

Figura 2. O conceito de Saúde Única e seus fatores de risco.

Em função disso, a cada dia a responsabilidade do médico-veterinário se torna maior em indicar qual classe de antimicrobianos deve ser utilizada. Recentemente, os antimicrobianos foram classificados em diferentes classes de criticidade em relação à medicina humana, no intuito de que determinadas moléculas tidas como criticamente importantes para medicina humana deixassem de ser utilizadas como uma primeira opção para tratamento de animais de produção. Com esta movimentação mundial para a redução do uso de antimicrobianos, a produção animal se viu na necessidade de retornar à prática de processos básicos como, biosseguridade, limpeza e desinfecção e utilização de vacinas. Neste sentido, o uso de biológicos também passou a ganhar alta relevância, uma vez que está relacionado ao conceito de prevenção de enfermidades, estando diretamente ligado ao conceito de Saúde Única.

Andrea Panzardi

Departamento Técnico Ourofino Saúde Animal

Tags

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossa newsletter.


Comentários

Jefferson Lopes

Quarta-feira, 05 de Fevereiro de 2020

Ótima matéria sobre saúde animal,sempre acompanho notícias da Ouro Fino, laboratório de grande importância para com a saúde dos animais.Gostaria de receber sempre trabalhos desta magnitude.Parabens a equipe.Forte abraço.

Ourofino Saúde Animal

Quarta-feira, 05 de Fevereiro de 2020

Olá Jefferson,

Muito obrigada.

Ficamos muito felizes com o seu comentário.

Baixe tambem gratuitamente nosso aplicativo www.ourofino.com/app


Deixe o seu comentário