11 out 2022

Silagem: por que é importante rapidez na fermentação?

Fermentar a silagem significa que microrganismos vão consumir os carboidratos da planta e transformá-los em ácidos, principalmente o ácido lático. No entanto, este processo acontece na ausência de oxigênio. Então, para que um processo fermentativo seja de qualidade, algumas premissas devem ser atingidas, e, assim, definiremos se ele irá acontecer de forma mais fácil ou mais difícil.

O primeiro pilar de atenção, que merece foco total, independente da cultura a ser ensilada, é a compactação. Ela definirá qual será a densidade em quilos para cada metro cúbico do silo, ou seja, quanto maior é a densidade, melhor foi a compactação e mais rápido atingiremos o estado de ausência de ar. Se ela não for bem-sucedida, seja por baixo peso de máquinas ou por alto teor de matéria seca (que dificulta a compactação), teremos problemas na acidificação e demora do processo fermentativo.

Descrição: Caminhão de terraDescrição gerada automaticamente com confiança média

Para auxiliar esse processo fermentativo, tem-se utilizado alguns aditivos. O melaço, farelos, bagaços de frutas são, geralmente, utilizados com a função de aumentar os carboidratos solúveis e facilitar essa acidificação.

Por outro lado, temos a inclusão dos inoculantes bacterianos, que conseguem modular o processo fermentativo e, de forma sinérgica, antecipar a acidificação.

Além da modulação da fermentação, os inoculantes são estrategicamente incluídos no processo para inibir alguns microrganismos indesejáveis durante o processo, que consomem a matéria seca ensilada e diminuem a qualidade do material. Então, quanto mais rápido conseguirmos fermentar, melhor será a qualidade da silagem e menor proliferação de microrganismos deteriorantes teremos. O atraso da diminuição do pH possibilita a fermentação indesejada, e produção de gases como CO e ácidos ruins, como o butírico, além da formação de amônia, ou seja, perda da qualidade do material.

Mas, todos os inoculantes realizam este processo da mesma maneira? A resposta é NÃO! Cada inoculante possui um propósito diferente, que deve ser cuidadosamente avaliado, de acordo com o principal desafio encontrado naquele momento de colheita e ensilagem. Além disso, esse processo será muito dependente da taxa de inoculação de cada inoculante, definida pela quantidade de bactérias que realmente irá trabalhar na fermentação para cada grama de forragem inoculada.

A Ourofino Saúde Animal conta com dois inoculantes preparados para diferentes propósitos e situações. O SiloSolve MC é o inoculante indicado para aquelas culturas de difícil fermentação, seja por baixo carboidrato solúvel ou por alto teor de umidade. Já o SiloSolve AS, é um inoculante de dupla ação, que favorece a fermentação inicial, porém vai auxiliar também a maior estabilidade aeróbica do material, principalmente em culturas de alto risco de fungos e leveduras no pós-abertura.

Em testes recentes conduzidos pela Chr. Hansen, empresa fabricante dos inoculantes SiloSolve MC e SiloSolve AS, foi possível observar que ambos possuem rápida acidificação e atingem pH adequado nas primeiras 10 horas de fermentação.  

 

Saiba qual o principal desafio das condições de fermentação da silagem da sua propriedade e escolha bons produtos, capazes de modular o processo fermentativo e inibir a deterioração do volumoso.

Bruna Gomes Alves  - Especialista Técnica em Saúde Animal da Ourofino Saúde Animal

Vitoria Monteiro - Estagiária do Departamento Técnico e Marketing da Ourofino Saúde Animal

Tags

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossa newsletter.


Deixe o seu comentário