04 set 2018

Como garantir o futuro produtivo das suas bezerras?

A criação de bezerros, principalmente do nascimento até o desmame, exige muita atenção e cuidados. Isso acontece pelo fato da placenta das vacas não permitir a passagem de anticorpos para o feto durante a prenhez, portanto os bezerros nascem com baixa imunidade, dependendo exclusivamente do recebimento do colostro para sua aquisição.

A baixa imunidade desta categoria animal faz com que eles sejam susceptíveis a vários tipos de micro-organismos que podem causar doenças. As diarreias estão entre as principais enfermidades em bovinos, principalmente no primeiro ano de vida. Entre os prejuízos causados por esta afecção se destacam a perda de peso, o atraso no crescimento e a morte dos animais acometidos.

As bactérias são os principais micro-organismos causadores de diarreias em bezerros recém-nascidos, destacando-se a Escherichia coli, Salmonella sp. e Clostridium perfringens. No entanto, outros patógenos também podem causar esta afecção, como é o caso de vírus (Rotavírus e Coronavírus), protozoários (Eimeria sp.), verminoses, além de fatores nutricionais e de meio ambiente.

A ocorrência destes micro-organismos indesejáveis causando diarreia leva a redução ou morte do microbioma intestinal. O microbioma, também chamado de flora intestinal, é composto por bactérias benéficas que vivem no intestino dos animais e que apresentam uma relação de simbiose com este, mantendo a saúde e a digestão do trato digestivo e, até mesmo, agindo na modulação da resposta imune local. Portanto, quando este microbioma é prejudicado o bezerro tem maior dificuldade de se recuperar das infecções, com isso a perda de peso, o atraso no crescimento e até mesmo a chance de morte podem ser maiores.

Quando a microbiota intestinal dos animais está saudável e em quantidade e qualidade suficientes é capaz de produzir substâncias que inibem ou até matam os micro-organismos causadores de infecções intestinais. Assim, repor a microbiota intestinal dos bezerros é de extrema importância para prevenir a ocorrência de diarreias e permitir que o animal se recupere mais rápido em casos em que estes tiveram esta afecção.

Uma forma de colonizar e repor o microbioma intestinal é pela utilização de probióticos. Os probióticos são micro-organismos vivos que quando ingeridos pelos animais são capazes de trazer ações benéficas para eles. A Ourofino Saúde Animal possui em sua linha o Biobac que é um excelente probiótico, contendo três tipos de bactérias benéficas: Lactobacilus acidophilus, Bifidobacterium animalis e Enterococcus faecium. Juntos, estes micro-organismos são capazes de promover equilíbrio e biorregulação do microbioma intestinal, protegendo o trato intestinal dos micro-organismos causadores de diarreias, garantindo o melhor desempenho para os bezerros.

Janielen da Silva

Analista Técnica em Saúde Animal

Tags


Deixe o seu comentário