11 jun 2013

Cólica em equinos

Não é raro observar um equino solto no pasto rolando, mas como saber se este animal está apenas se coçando ou está com dor? Ou melhor, como saber se este cavalo está com cólica?

A síndrome cólica é um termo geral utilizado para descrever a dor de origem abdominal, mais comumente encontrada no sistema digestório do cavalo.  A dor é principalmente causada por compactações, timpanismos, espasmos musculares ou torções. As alterações no manejo diário, infestações verminóticas ou estresse podem ser o disparo inicial necessário para esta cascata de eventos.

A intensidade da dor de cólica pode ser variável, no entanto, deve ser sempre considerada uma emergência e tratada como tal.  Quando está com cólica, o cavalo nos mostra claramente o seu desconforto. A sua expressão facial muda, o animal fica inquieto, cava o chão, deita, rola, olha para o flanco, mexe na água.

O controle da dor do animal deve ser primordial nestas situações. Além de promover conforto ao animal, é mais seguro para o proprietário e para o médico veterinário examinar o cavalo que pode estar irritadiço. O medicamento Flunixin meglumine (Desflan) foi introduzido no mercado na década de 70 e até os dias de hoje se consagra por sua prolongada e potente analgesia visceral, além da atividade anti endotoxêmica (Figura 1).

Portanto, reconhecer um animal com cólica é simples, no entanto, o seu tratamento deve ser sempre encarado com seriedade e respeito pelo animal. O médico veterinário é a pessoa mais capacitada para conduzir estes casos adequadamente.

Figura 1.  Desflan promove conforto para os animais com cólicas de resolução médica ou cirúrgica. É um medicamento consagrado no mercado por sua ação prolongada e potente analgesia visceral. 

 

 

Raquel Albernaz

Especialista Técnica - Linha Equinos Ourofino

Tags


Deixe o seu comentário