Artigos - Quem vale mais: rebanho mais leve ou mais pesado?

15 mar 2022

Quem vale mais: rebanho mais leve ou mais pesado?

Vamos conhecer as melhores estratégias para preparar um rebanho sadio e pesado?

Todo mundo gosta de ver uma bezerrada de desmama pesada ou uma boiada de engorda bem acabada. Para isso é preciso utilizar estratégias produtivas que envolvem claramente a boa nutrição, genética, sanidade e bom manejo. Uma técnica simples e muito útil para avaliar se tudo vai bem e se os animais estão com bom desempenho é a Prova de Ganho de Peso (PGP). Algumas regras são fundamentais para a realização de provas de desempenho em ganho de peso:

  • Lotes padronizados em idade, peso e genética (racial/biotipo);
  • Avaliar apenas os animais saudáveis;
  • Submeter todos os animais avaliados ao mesmo manejo, nutrição em ambiente;
  • Os animais que serão comparados precisam estar no mesmo pasto, piquete ou curral de confinamento;
  • O período de avaliação deve ser o mesmo (jamais comparar animais em datas diferentes);
  • Animais que brigam muito devem ser separados;
  • Animais que sodomizam ou são sodomizados devem ser separados;
  • Não pode haver entrevero (mistura de animais de lotes diferentes);
  • É necessário uma distribuição equivalente em grupos de peso para os tratamentos (Randimização)
  • Os produtos avaliados devem ser tecnicamente adequados para o comparativo

Essas são algumas regras básicas para conduzir PGPs confiáveis. Essas avaliações devem considerar o desempenho produtivo em peso, como o Ganho Médio de Peso (GMP), Ganho Médio Diário (GMD) e o retorno do investimento através da lucratividade ou Retorno sobre o Investimento (ROI). É preciso que o ganho obtido seja lucrativo frente ao investimento realizado.

Recentemente realizamos PGPs para o Master LP e o Evol somando mais de 2.600 animais avaliados em desempenho, produtividade e lucratividade.

Master LP (Ivermectina 4% de longa ação) foi mais eficaz e lucrativo que a Ivermectina 3,15%, Ivermectina 3.5%, associação de Ivermectina 2.25% + Abamectina 1.25% e Doramectina 3.5%, durante um período médio de avaliação de 120 dias, conforme os resultados apresentados abaixo:

 

 

 

 

Evol (Ivermectina 0,8% + Sulfóxido de albendazole 10%) foi mais eficaz e lucrativo que a moxidectina 1%, doramectina 1%, fembendazole e levamisole 10%, conforme os resultados apresentados abaixo:

 

 

 

Ingo Mello

Especialista Técnico em Saúde Animal da Ourofino Saúde Animal

Tags

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossa newsletter.


Deixe o seu comentário