Blog Ourofino

Os melhores conteúdos em Saúde Animal

Cuidados importantes para os equinos que vão entrar em férias

Equinos

Segunda-feira, 29 de Dezembro de 2014

Por Raquel Albernaz , Especialista Técnica Equinos

O equino atleta é exigido a se adaptar ao treinamento durante o ano todo. O nível de competição é alto e muitas vezes o esforço vai além do limite fisiológico. Desta forma, após a última prova do ano muitos animais saem de férias para descansar e se preparar para o ano seguinte de competições. No entanto, durante o período de repouso, que geralmente acontece em dezembro ou janeiro, alguns cuidados devem ser tomados para que o animal retorne ao treinamento em perfeitas condições físicas.

É importante não fazer nenhuma alteração brusca na rotina diária dos animais. Em férias, geralmente os equinos são transportados para um local onde possam ser soltos em piquetes. Aqueles que estão acostumados a ficar o tempo todo em baia devem ser soltos somente nas horas mais frescas do dia, durante 2 a 3h. O pasto deve ser de boa qualidade, e é importante assegurar que não existam problemas de socialização entre os animais que compartilham o mesmo piquete, como coices ou mordidas.

A qualidade da ração e feno não deve ser alterada. Os suplementos também podem ser mantidos. Cavalos são sensíveis a alterações na alimentação, portanto, se for necessário, o criador pode levar a alimentação para o local de estadia do animal. O ferrageamento e cuidados com os cascos devem seguir a rotina normal, geralmente a cada 30 ou 40 dias.

Considerando que o animal vai ficar mais tempo nas pastagens, sujeito à infestação verminótica é importante estar com o calendário de vermifugação em dia. O Moxi Duo da Ourofino é uma excelente opção para esta época do ano. O produto é administrado de acordo com o peso do animal, indicado no êmbolo dosador. O vermífugo deve ser aplicado no fundo da boca do animal, que deve estar sem alimento. 

Apesar da manutenção do condicionamento muscular durante o período de inatividade ser maior nos equinos (5 a 6 semanas) do que em outras espécies não é recomendado deixar o animal em férias por mais de 20 dias, exceto para os animais que estão se recuperando de alguma lesão.

No volta das férias, o retorno ao trabalho deve ser gradativo. O protocolo de treinamento adequado para cada indivíduo é chave para prevenir lesões e aumentar o rendimento de cada equino.

 

Referências:

CINTRA, A.G.C. O Cavalo. Características, manejo e alimentação. São Paulo: Rocca 2011, 364p.

Compartilhe esta notícia:

Deixe o seu comentário

Confira outros posts

Quimioprofilaxia: a prevenção necessária

A mudança de estação traz novamente uma das maiores preocupações do pecuarista, os carrapatos. Com os parasitas, problemas correlacionados a eles tendem a aparecer de maneira mais evidente, como a Tristeza Parasitaria Bovina (TPB), também conhecida ...

Confira
Ourofino Saúde Animal

Diarreias: diferenças importantes

Na primeira fase de vida dos bovinos, sem dúvida, as diarreias são uma das enfermidades mais comuns e causadoras de muitos prejuízos para o produtor rural. Sendo uma doença multifatorial, devemos classificar diarreias sempre no plural ...

Confira
Ourofino Saúde Animal

Papilomatose: imunidade é a chave

Figueira, verruga, verrucose, fibropapilomatose ou epitelioma contagioso Esses são alguns dos nomes mais comuns para definir a Papilomatose que com certeza é uma das enfermidades mais comuns em várias espécies, sendo especialmente importante em bovinos. Muitas são ...

Confira
Ourofino Saúde Animal
Carregar mais posts