Prevenção no Incubatório

10 fev 2014

Prevenção no Incubatório

Atualmente é constante a busca por pesquisas com o intuito de melhorar o desempenho animal, obtendo índices zootécnicos cada vez maiores e com melhor status sanitário. A avicultura visa produzir pintos de maior qualidade e com melhor rendimento zootécnico. A idade da matriz influencia o peso do ovo, e, portanto, afeta o peso do pinto neonato e desempenho do frango. As indústrias responsáveis pela incubação de ovos de matrizes pesadas buscam constantemente maneiras para aumentar sua produtividade por meio do aumento da eclodibilidade e melhora da qualidade e uniformidade dos pintos de um dia. Um ovo incubável de qualidade apresenta como características: ser proveniente de aves saudáveis, ser livre de microrganismos, boa espessura de casca, forma ovóide com câmara de ar íntegra, ser fértil, não apresentar deformidades e trincas e ter boa qualidade microbiológica. Condições favoráveis como umidade, ausência de incidência de luz solar e temperaturas amenas fazem com que haja grande proliferação de microrganismos. Estes são responsáveis por surtos de infecção alimentar no mundo todo. Portanto, salienta-se a importância do controle de patógenos na produção avícola, uma vez que os mesmos podem provocar surtos de infecção e mesmo com o controle sanitário exercido sobre estas aves criadas comercialmente, algumas doenças infecciosas continuam presentes. Devido à constante pressão da indústria por utilizar menos insumos para produzir carne, torna-se relevante validar o uso de alternativas preventivas como o uso de antimicrobianos no ovo ou pintos de 1 dia. Os aminoglicosídeos são antibióticos de ação bactericida rápida, atuando em bactérias Gram Negativas e Staphylococcus sp. As respostas são dose dependente e apresentam um efeito característico residual após interrupção de seu uso, sendo ativas no trato digestório e excretadas na forma íntegra pelas fezes. A neomicina e gentamicina são os aminoglicosídeos mais utilizados na avicultura; a apramicina e a espectinomicina associada à lincomicina, canamicina e a diidroestreptromicina também são disponíveis no mercado. A gentamicina, descoberta em 1963 possuí bom efeito bactericida e baixa fermentação em fagócitos. A caracterização de pico plasmático e meia-vida desta molécula é a seguinte: atinge a máxima concentração sanguínea em 30-90 minutos e apresenta meia-vida de 1,2 a 5 horas, sendo seu nível terapêutico perdido de 50 a 90% entre 12 a 24 horas após sua administração parenteral. No entanto, apresenta o chamado “efeito pós-antibiótico”, que se define pela capacidade de inibir a multiplicação do agente por determinado tempo, mesmo em exposição sub-inibitória após a perda do nível terapêutico. A gentamicina injetável pode ser utilizada em pintos e perus recém-eclodidos (1 dia), por via subcutânea ou aplicada intra-ovo, na dose de 5 a 10 mg/kg de peso vivo, para prevenção ou controle da transmissão horizontal de Pseudomonas aeruginosa, Arizona sp., Salmonella sp., E. coli, Mycoplasma gallisepticum, Mycoplasma synoviaee Mycoplasma meleagridis. A suspensão aquosa de gentamicina também é indicada para efetuar a imersão de ovos (egg dipping), quando se deseja erradicar micoplasma e salmonelas de um plantel de aves. A CIM (concentração inibitória mínima) é menor ou igual a 8ug/mL para bactérias susceptíveis, tais como: Staphylococcus aureus, Bacillus antracis, Corynebacterium sp., Actinomyces sp., Bordetella bronchispetica, Campylobacter jejuni, E. coli, Haemophilus sp., Klebsiella sp., Pasteurella haemolytica, Pasteurella multocida, Proteus sp., Pseudomonas sp., Salmonella sp e Ornithobacterium sp. 

Fórmula estrutural da Gentamicina

           

Recomendações ao utilizar a Gentamicina: a dose recomendada de gentamicina para a prevenção e controle dos desafios da avicultura é de 0,2 a 0,40 mg/pinto. GENTRIN® INJETÁVEL Procedimento para diluir o * Gentrin® Injetável na vacina de Marek? Devemos utilizar sempre diluente tamponado, é necessário retirar 25 ml de diluente do bag (isso é suficiente para vacinar 5000 pintos), descartá-lo, e acrescentar 25 ml de Gentrin Injetável no bag. É importante aguardar no mínimo, de 30 a 40 minutos para ocorrer a estabilização do pH, e assim dar continuidade com o processo de introdução da vacina no diluente. 

Indicações:Gentrin® Injetável é indicado no tratamento de infecções bacterianas, causadas por agentes Gram-positivos e Gram-negativos, sensíveis ao sulfato de gentamicina. Na avicultura, para o tratamento dos pintos de 1 dia, aplicar Gentrin® Injetável sob a pele aplicado junto com a vacinação de Marek.  O frasco de 100 ml Gentrin é suficiente para tratar de 20000  pintos de 1 dia. Segurança e tranquilidade para o Incubatório*Gentrin® Injetável é marca registrada da Ourofino Agronegócio, à base de gentamicina a 4,4% a mais concentrada com registro para uso no diluente de vacina. Com Gentrin® Injetável o desempenho do pintinho no aviário é promissor.  

Luciano Cateli

Gerente do departamento de Aves e Suínos Ourofino

Tags